Como promover a ergonomia no trabalho?

Promover a ergonomia em ambientes de trabalho precisa ser uma preocupação para que haja a promoção do sucesso da empresa.

Afinal, ela garante o conforto e a saúde de todos os colaboradores.

E é fundamental compreender que a ergonomia não se resume a mesa e cadeira.

No entanto, esse cuidado impacta diretamente no desempenho das atividades diárias, e consequentemente nos resultados que a empresa passa a obter.

Oferecer um ambiente ergonômico merece máxima atenção dos gestores.

Neste artigo, vamos entender o que o termo que dizer, qual sua importância e como implementá-los na sua empresa.

Boa leitura!

O que é ergonomia no trabalho?

Ergonomia no trabalho é a ciência que estuda e desenvolve normas para proporcionar ambientes confortáveis aos funcionários.

Isso de acordo com as necessidades físicas, emocionais e mentais.

Essa prática precisa ser desenvolvida de maneira personalizada, levando em consideração que cada colaborador é único e tem suas próprias dificuldades.

Portanto, quando aplicada de forma correta, a ergonomia no trabalho faz com que os funcionários se beneficiem com recursos disponíveis e o ambiente em que está inserido a seu favor.

E além de ações concretas, frases de motivação também auxiliam no fortalecimento e engajamento do funcionário.

Principal objetivo da ergonomia no trabalho

A ergonomia tem como objetivo se preocupar com as condições gerais de trabalho, como postura, iluminação, ruídos e temperatura do ambiente.

Contudo, estuda medidas de conforto, com foco em proporcionar melhores rendimentos no ambiente corporativo, prevenindo acidentes e deixando o trabalhador satisfeito.

Ou seja, é a maneira mais eficaz para garantir saúde mental e física, além da segurança para todos.

Tipos de ergonomia

A abordagem ergonômica é ampla e consiste em diversos fatores.

Podendo ser eles físicos, cognitivos, ambientais, sociais, organizacionais e quaisquer outros que sejam relevantes.

Você pode ainda investir em Healthtechs, que são startups focadas apenas no setor da saúde.

Entenda quais os tipos de ergonomia:

Ergonomia Física: Estuda a relação entre anatomia do ser humano, junto a sua fisiologia com as atividades físicas que são realizadas. Isso envolve postura, movimentos repetitivos e distúrbio musculoesqueléticos.

Ergonomia Organizacional: Junta clima organizacional, cultura, processos e políticas das empresas, a fim de considerar as pessoas como parte do sistema. O que envolve projetos participativos, atividades em grupo e gestões de qualidade.

Ergonomia Cognitiva: Como o nome já diz, trata-se dos processos mentais, como raciocínio e memória que os trabalhadores usam durante a realização das suas tarefas. Fazem parte aspectos de estresse profissional, carga mental, tomadas de decisão e a confiança para com o ser humano.

A ergonomia organizacional teve um forte impacto com a pandemia, especialmente com a promoção do home office.

Para isso, muitas empresas precisaram aprender a melhorar o home office de seus colaboradores.

Como a ergonomia no trabalho é utilizada em cada setor

Vale lembrar que a ergonomia não é uma prática restrita, ela já está presente em diferentes setores e segmentos.

O foco é e sempre será a saúde e segurança do trabalhador, um aumento de produtividade, redução do número de acidentes e claro, maior qualidade dos serviços.

De antemão, cada setor tem as suas próprias medidas com base em uma análise ergonômica para se adequar com as necessidades.

Separamos algumas áreas para que você entenda como a ergonomia é aplicada.

Veja:

#1 Indústria

Dentro do setor industrial, a ergonomia faz parte do setor administrativo e áreas de produção.

Ter uma mobília correta é um exemplo, assim como computadores bem posicionados.

Nesse processo se faz presente a audição, afinal o som em indústrias costuma ser alto.

#2 Construção civil

Como são utilizadas máquinas para realizar tarefas, as ferramentas contam com cabos para amenizar a força na palma da mão, estabilizadores de colunas e cintos ergonômicos para a lombar estão presentes.

Tudo isso serve para reduzir o esforço do trabalhador e aumentar a sua segurança.

Veja também: Funcionalidades Hergonapp – plataforma de gestão de risco ocupacional ergonômico.

#3 Setor de serviços

Nesse setor, cada segmento tem a sua estratégia própria, tendo como exemplo a limpeza.

Atualmente os instrumentos são utilizados para que os profissionais não precisem se curvar constantemente para trabalhar com panos.

Além disso, a tecnologia faz parte da limpeza, com aspiradores, lavadeiras elétricas e enceradeiras.

#4 Atividades do cotidiano

Aqui é onde a maioria das pessoas se encaixam.

Em mesas de trabalho, por exemplo, a tela do computador deve ficar na linha dos olhos, o notebook deve ser posicionado de tal maneira com que os antebraços fiquem com a maior área sobre a superfície, fazendo com que os pulsos não fiquem na borda da mesa.

Em suma, foi possível observar que a ergonomia é uma ciência que melhora a relação de todas as máquinas com os seres humanos e seus benefícios.

Sabemos que os desafios de manter uma ergonomia são grandes, porém as ferramentas disponíveis podem contribuir para que esse indicador saia perfeito.

Consultorias de ergonomia e bem-estar podem auxiliar na criação de todas as etapas para uma boa implantação de ergonomia no trabalho.

A Health&Care atua há 15 anos, com programas de qualidade de vida e análises de gerenciamento do risco ergonômico.

Agora que já sabe tudo sobre ergonomia e a sua importância, é hora de transformar seu negócio!