Como a ginástica laboral pode reduzir custos da empresa?


Você já ouviu falar sobre a ginástica laboral na empresa? Diversas organizações já estão investindo nessa prática com a intenção de promover a saúde e qualidade de vida para os seus funcionários.

Segundo a mais recente Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo IBGE, o número de trabalhadores brasileiros que não realizam nenhum tipo de exercício regularmente ultrapassa os 75%. Isso afeta o rendimento das empresas, que ficam sujeitas ao absenteísmo constante e baixa produtividade dos seus colaboradores.

Para solucionar esse problema, a ginástica laboral é uma ótima aliada. Portanto, neste artigo, separamos tudo o que você precisa saber sobre ela. Vamos conferir?

O que é a ginástica laboral?

É um conjunto de práticas desenvolvidas no âmbito da própria organização e conduzidas por um profissional habilitado voltadas para o desenvolvimento da saúde do trabalhador. São exercícios físicos simples, realizados em períodos curtos durante a jornada de trabalho, que impactam de forma positiva na produtividade dos funcionários.

Como a ginástica laboral reduz os custos da empresa?

A ginástica laboral surge como um fator de potencialização da produtividade no trabalho. À medida que maus hábitos são combatidos, a saúde e bem-estar dos colaboradores se fortalecem, elevando o desempenho da sua organização. Quer saber exatamente quais são os benefícios dessa prática? Abaixo, elencamos os principais deles.

Melhora a disposição para o trabalho

Já é quase senso comum que as atividades físicas proporcionam melhoria no humor, diminuição da ansiedade e aumento da qualidade de vida. Profissionais que realizam algum tipo de exercício são menos propensos aos males que o estresse e o dia a dia pesado de trabalho podem causar, lidando melhor com os problemas que surgem.

A disposição para o trabalho é uma consequência, afinal, um ambiente onde é possível fazer pausas e extravasar as tensões é muito mais motivador e satisfatório. Assim, o seu colaborador irá para empresa mais disposto a encarar os desafios e alcançar as metas, além de sair satisfeito com o desempenho obtido.

Redução de custos com doenças laborais

Os exercícios são grandes aliados na prevenção de doenças ocupacionais — aquelas diretamente relacionadas ao ambiente de trabalho. Essas patologias geram grandes gastos no negócio: diretos, pelo pagamento de procedimentos médico-hospitalares; e indiretos, pelas faltas do colaborador durante o tratamento da doença.

Estresse, fadiga, lesões por esforços repetitivos (LER), e distúrbios osteo musculares relacionados ao trabalho (DORT) são as doenças relacionadas ao trabalho mais comuns. Esses problemas têm como causas principais a má postura durante a jornada de trabalho e a realização de atividades exaustivas e degradantes tanto para o físico quanto para o psicológico.

Nesse contexto, a ginástica laboral na empresa garante a saúde dos colaboradores, proporcionando o preparo necessário para encarar a rotina de trabalho. E, como bônus, além de reduzir os casos de doença e lesões laborais, a atividade física no ambiente de trabalho melhora também outras condições de saúde, pois estimula a resistência muscular e cardiorrespiratória.

Entre as doenças prevenidas estão crises de pressão alta e diabetes, condições que podem exigir o afastamento do funcionário para sua completa recuperação.

Diminuição de acidentes de trabalho

A menor ocorrência de acidentes é reflexo de um ambiente de trabalho saudável, o que é desenvolvido por meio da ginástica laboral. Ademais, esses exercícios também estimulam o sistema neuromotor do trabalhador e, assim, situações graves, como acidentes com máquinas provocados pelo cansaço, desequilíbrio e esforço repetitivo, são evitados.

Redução do sedentarismo

Se você fizer uma pesquisa entre os seus funcionários, notará que o número de sedentários é elevado. Devido às oito horas de trabalho, além do tempo no trânsito para se locomover de casa até a empresa, o tempo disponível no dia para se dedicar a algum exercício não é suficiente.

Por isso, ao implementar a ginástica laboral na empresa, você estimulará os seus colaboradores a se moverem nas pausas do trabalho, se alongarem e fortalecerem grupos musculares, o que é importante para amenizar dores e outros problemas causados pelo sedentarismo.

Melhoria na capacidade mental

Não apenas o físico dos funcionários é beneficiado pela prática dos exercícios laborais. A mente também é muito estimulada, e características como a criatividade, inovação, foco e concentração ficam muito mais bem desenvolvidas. Por esse motivo, companhias que investem em programas de saúde e bem-estar se destacam no mercado.

Aproximação dos funcionários

Por tornar o ambiente mais leve e amigável, os exercícios laborais melhoram as relações interpessoais e deixam as equipes mais fortes e unidas. Assim, a empresa é diretamente beneficiada, visto que o engajamento entre os funcionários resulta em aumento da produtividade.

Maior presença dos funcionários

Muitas organizações se preocupam com as constantes faltas dos seus funcionários ao trabalho, mas poucas voltam sua atenção ao fenômeno do presenteísmo, situação em que o colaborador está presente fisicamente, mas tem baixa produtividade e muito desânimo para executar as funções.

Tanto o presenteísmo quanto o absenteísmo (a falta) levam a conflitos entre o profissional e a equipe, com danos evidentes para a empresa. Dessa forma, a ginástica laboral auxilia na diminuição dessas perdas e é estratégica para o desenvolvimento do negócio.

Otimização da imagem organizacional

Uma pesquisa desenvolvida pelo SESI entre 2013 e 2016 revela que quase 90% das empresas de médio e grande porte realizam programas de estímulo à saúde dos funcionários, que vão além do que é exigido legalmente. Aquelas que investem nessas práticas se tornam mais competitivas no mercado, atraindo bons profissionais e diminuindo o turnover (alta rotatividade de funcionários).

Estimular a construção de um estilo de vida saudável e manter uma constante atenção à saúde dos colaboradores são posturas adotadas por quem se preocupa com seus funcionários.

Uma boa reputação elevará o status da organização e despertará o interesse da sociedade e de possíveis novos talentos que queiram integrar o seu quadro de colaboradores. Lembre-se sempre de que o investimento nos profissionais, por meio da ginástica laboral, não é um gasto, mas, sim, uma forma estratégica de melhorar resultados.

Que exercícios de ginástica laboral podem ser feitos nas empresas?

Seja preventiva, com a realização de exercícios aeróbicos e anaeróbicos que melhoram a capacidade física e respiratória, ou corretiva, para amenizar os efeitos negativos das atividades desempenhadas, a ginástica laboral é muito importante para evitar lesões e preservar a saúde do trabalhador.

Nesse contexto, 3 tipos diferentes de ginástica laboral estão presentes, as quais devem ser feitas de 10 a 20 minutos diariamente.

  • preparatória: realizada no início da jornada de trabalho, a ginástica preparatória tem como objetivo aquecer os músculos e prepará-los para as atividades que serão feitas ao longo do dia. Esses exercícios aumentam a circulação sanguínea, o que oxigena os músculos e desperta a mente;
  • compensatória: com o objetivo de quebrar a monotonia da jornada de trabalho e compensar o esforço repetitivo do trabalho, a ginástica laboral compensatória é realizada em pequenas pausas ao longo do serviço;
  • de relaxamento: feita no final do dia, esses exercícios diminuem a tensão dos músculos que foram utilizados para desempenhar uma função. Assim, é possível prevenir o acúmulo de ácido lático, que gera as terríveis câimbras e lesões.

Conheça, agora, quais são as atividades que não podem faltar na hora da ginástica laboral.

Alongamento de panturrilha

Com as mãos apoiadas em uma cadeira e os calcanhares firmes no chão, incline o corpo e o quadril para frente até sentir a região de trás das pernas bem esticadas. Segure-se nessa posição pelo tempo de 15 a 30 segundos.

Alongamento de quadril e quadríceps

Em pé e com uma das mãos apoiadas na cadeira, flexione o joelho para trás e segure o tornozelo com a outra mão. Faça força para encostar o calcanhar no glúteo e mantenha a posição por até 30 segundos.

Alongamento de posteriores das coxas

Sentado bem na parte da frente de uma cadeira, com as pernas esticadas, incline o seu tronco em direção a elas. Faça força para tentar alcançar a ponta dos pés até sentir o alongamento da parte de trás das suas coxas.

Alongamento de membros superiores

Posicione as mãos no encosto da cadeira e flexione levemente os joelhos. Estenda os braços enquanto pressiona o tronco para baixo de 15 a 30 segundos.

Alongamento do antebraço e punho

Estenda um dos seus braços para frente com a palma da mão apontando para cima. Com o outro braço, puxe os dedos suavemente para trás até sentir que o seu punho está alongando. Segure a posição entre 15 a 30 segundos e repita o movimento com o outro braço

Rotação da coluna

Sentado em uma cadeira com a coluna ereta, peito aberto e com as pernas um pouco afastadas, respire profundamente e, durante a expiração, rotacione o tronco para a direita. Respire novamente e faça o mesmo para o lado esquerdo.

Alongamento de pescoço

Em pé, com as pernas afastadas na largura do quadril e a coluna alinhada, incline a sua cabeça em direção ao ombro direito e segure com a mão. Fique nessa posição de 15 a 30 segundos, retorne ao centro e repita o exercício para o lado esquerdo.

Alongamento das costas

Sentado e com os pés bem apoiados no chão, curve-se lentamente para frente em direção aos seus pés. Relaxe a sua cabeça, ombros, braços e costas. Fique nessa posição por até 30 segundos.

Exercício aeróbico

Durante a jornada de trabalho, procure se levantar da cadeira e andar pelo setor. Além disso, itens distantes da sua mesa, como documentos e impressoras, também podem ajudá-lo a se movimentar. Essa caminhada melhora o condicionamento físico e também ajuda a espairecer e voltar para as atividades com mais foco e concentração.

E aí, gostou de descobrir como a ginástica laboral na empresa pode reduzir custos? Como você pode ver no decorrer deste artigo, são diversos os benefícios que a prática proporciona, tanto para os seus funcionários quanto para o negócio. Portanto, não deixe de investir nela!

Precisa de ajuda para elaborar a ginástica laboral? A Heath Care é uma empresa especializada em saúde preventiva e promoção de qualidade de vida dentro de companhias. Entre em contato conosco e comece a usufruir dos benefícios que a ginástica pode proporcionar para a sua empresa!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

YOU MIGHT ALSO LIKE

Conheça os tipos de ginástica laboral
January 31, 2017
Veja 5 dicas para manter um ambiente saudável na empresa
December 13, 2016
Processos de Certificação. NOVE BONS MOTIVOS para realizar Análise Ergonômica do Trabalho
May 25, 2015
Saúde, Conforto e Segurança dos colaboradores – NOVE BONS MOTIVOS para realizar Análise Ergonômica do Trabalho
April 06, 2015
Fazer exercícios em jejum queima músculos e preserva gorduras
March 05, 2015
Relação Custo-Benefício – NOVE BONS MOTIVOS para realizar Análise Ergonômica do Trabalho
January 14, 2015
Postura e descanso são importantes para evitar lesões por esforço repetitivo
November 25, 2014
Diminuição dos riscos de Doenças Ocupacionais – NOVE BONS MOTIVOS para realizar Análise Ergonômica do Trabalho
November 16, 2014
Controle de Absenteísmo – NOVE BONS MOTIVOS PARA REALIZAR ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO
September 30, 2014