5 benefícios da análise ergonômica para as empresas

As lesões por esforços repetitivos e doenças osteomusculares relacionadas ao trabalho, também conhecidas por LER/DORT, representam uma parcela significativa dos afastamentos experimentados pela maioria das empresas.

Assim, toda organização deve valer-se dos benefícios da análise ergonômica para minimizar os riscos de doenças e lesões e, consequentemente, aumentar a produtividade e o engajamento dos colaboradores.

Neste post, veremos 5 benefícios da análise ergonômica no trabalho. Leia o nosso conteúdo e aprofunde os seus conhecimentos na nossa série sobre nove bons motivos para realizar a Análise Ergonômica!

1. Redução de custos

Ao reduzir sistematicamente os fatores de risco ergonômicos, você pode evitar ocorrências das LER/DORT, que costumam ser dispendiosas, tanto pelo custo da ocorrência em si quanto pelos custos indiretos como pagamento de tributos e do salário nos dias afastados, sobrecarga sobre o resto da equipe, entre outros.

Isso representa uma ótima oportunidade para reduzir os custos diretos e indiretos referentes a estas doenças.

2. Melhoria de produtividade

Um dos benefícios da análise ergonômica é justamente aumentar a produtividade, uma vez que um bom estudo permite projetar um posto de trabalho que exija menos movimentos e esforços.

Além disso, mesmo que o posto de trabalho seja adequado, a análise ergonômica permite elencar itens do processo de trabalho passíveis de melhoria, otimizando o tempo que uma tarefa demora para ser feita, e diminuindo o retrabalho, por exemplo.

3. Melhoria de qualidade

Quando não se pensa na ergonomia, os trabalhadores podem se sentir frustrados com as condições desconfortáveis de trabalho, ocasionadas pelas exigências posturais ou até mesmo pelas cognitivas.

Como exemplo, podemos citar duas situações:

  • Se o trabalhador se sente constantemente incomodado pelo ruído de um determinado equipamento no escritório, sua capacidade de foco pode diminuir, prejudicando tarefas analíticas em geral.
  • O colaborador não consegue aplicar a força correta ao apertar um parafuso, caso sua postura não seja adequada para a tarefa. Isso, certamente, diminuirá a qualidade na montagem do produto.

4. Aumento do engajamento

Os funcionários percebem quando a empresa está alocando os seus esforços para garantir a sua saúde e sua segurança. Se um funcionário não experimentar fadiga e desconforto durante a jornada de trabalho, pode diminuir o absentismo, melhorar a autoestima e aumentar o envolvimento dos funcionários.

Algumas ferramentas de análise ergonômica permitem detectar o índice de satisfação com o trabalho e o nível de engajamento do colaborador, entre outras percepções, possibilitando que o gestor proponha ajustes para recuperar o engajamento dos seus subordinados.

5. Valorização da cultura de segurança

Elaborar uma análise ergonômica é o primeiro passo para mostrar o compromisso da sua empresa com a segurança e saúde dos trabalhadores como um valor central. O efeito cumulativo dos quatro benefícios anteriores da ergonomia é uma cultura de segurança mais forte para a sua empresa.

Funcionários saudáveis são valiosos, portanto, criar e promover a cultura de segurança e saúde na empresa levará a um melhor desempenho humano para sua organização.

Caso a empresa não disponha de um profissional capacitado para elaborar a análise ergonômica, existem empresas especializadas na prestação desse tipo de serviço.

Gostou de conferir os benefícios da análise ergonômica? Então, não deixe de seguir a nossa página no Facebook!

Fechar Menu