4 Coisas que você precisa saber sobre estresse laboral!


Fadiga constante, irritabilidade e inquietação motora são alguns dos principais sintomas do estresse laboral — patologia ligada ao ambiente de trabalho. Trabalhadores e empresas sofrem com esse problema.

Pesquisa da International Stress Management Association mostra que, no nosso país, 69% dos entrevistados relatam que vêm do trabalho os motivos que causam estresse. Entre eles estão as longas jornadas e a tensão no ambiente corporativo.

Continue a leitura e saiba mais sobre estresse laboral. Listamos quatro pontos importantes para o seu conhecimento.

1. O que é estresse laboral?

O estresse laboral é o conjunto de perturbações que desequilibram o físico e o psíquico no ambiente de trabalho. Trata-se de uma das mais proeminentes patologias da ocupação.

Esse tipo de estresse é provocado por diversos estímulos, como as respostas pouco adequadas decorrentes das exigências do ambiente de trabalho. Portanto, sua base se encontra na relação entre trabalhador e empresa.

A empresa norte-americana Wrike, de desenvolvimento de software de gestão de projetos, fez uma pesquisa com 1.400 de seus colaboradores para entender as causas do estresse laboral. O resultado foi o seguinte:

  • desacordos na informação: 52%;

  • falta de prioridade nas tarefas: 51%;

  • objetivos irrealistas: 49%;

  • mudança nos prazos de entrega: 47%;

  • liderança confusa e/ou perdida: 44%;

  • tarefas pouco claras: 44%;

  • distorção de funções: 43%;

  • ambiente pouco colaborativo: 42%;

  • falta de motivação entre a equipe: 37%;

  • incerteza do papel no projeto: 24%.

O fato é que, em alguns casos, o estresse laboral não tratado pode gerar outros problemas, como a síndrome de Burnout. Essa síndrome é caracterizada pelo esgotamento físico e psíquico em decorrência do trabalho.

2. Quais os principais sintomas?

Cada indivíduo reage de maneira diferente aos estímulos no ambiente de trabalho e, diante do estresse laboral, pode apresentar sintomas específicos. Os principais são:

Corpo

Fadiga constante, ganho ou perda significativa de peso, dores musculares, falta de libido e energia física, tonturas, náuseas, taquicardia e dor no peito são os principais sintomas do estresse laboral no corpo humano.

Mente

Na mente, os sintomas se revelam como irritabilidade, falta de paciência com coisas simples, mau humor, sentimentos de solidão e abandono, descontrole emocional em situações corriqueiras e problemas de concentração.

Motores

Temer determinadas situações e evitá-las, roer as unhas, inquietação motora (sacudir a perna ou fazer gestos repetitivos), ir de um lugar para outro sem finalidade específica, entre outros.

3. Como fazer para combater esse problema?

Para combater o estresse laboral na sua empresa, você pode começar por uma pesquisa de clima organizacional. Os resultados obtidos serão o ponto de partida para o planejamento de uma proposta de combate.

Além de atuar no foco das causas do estresse laboral, você também pode investir em ações e atividades que promovam o bem-estar e a qualidade de vida dos colaboradores, como a ginástica laboral e as atividades de relaxamento.

Incentive, também, comportamentos saudáveis, como boa alimentação, organização da rotina, momentos de desconexão com a atividade laboral e a prática de terapias de meditação.

4. Que profissionais podem ajudar?

Psicólogos, psiquiatras, terapeutas ocupacionais e empresas especializadas em bem-estar no ambiente de trabalho e saúde ocupacional podem ajudá-lo no combate e tratamento do estresse laboral.

As técnicas e programas que combatem o estresse laboral adotam estratégias de enfrentamento, controle e resolução. Essa parceria permite, ainda, a adoção de medidas de combate ao problema no futuro.

O estresse laboral é um problema que deve ser identificado, reconhecido e solucionado. O acúmulo dele pode causar danos ainda mais graves e, em alguns casos, irreparáveis.

Leia outro artigo para saber mais sobre ginástica laboral, uma das soluções que combatem o estresse ocupacional.

Powered by Rock Convert