As principais doenças causadas pelo estresse e como evitá-las


Situações que provocam estresse podem ocorrer por diferentes motivos, como o trânsito, um relacionamento conturbado, entre outros. No entanto, quando desencadeado no ambiente de trabalho, no qual uma pessoa passa a maior parte do seu dia, o problema pode atingir proporções maiores e acabar provocando algumas doenças causadas pelo estresse.

Além disso, quando um colaborador é afetado por estresse ou doenças decorrentes dele, seu desempenho tende a cair muito, o que pode afetar a empresa como um todo.

Quer descobrir mais sobre o estresse no trabalho, que doenças são desenvolvidas por causa dele e como evitá-las? Continue a leitura e confira!

O que deixa um funcionário estressado?

Em linhas gerais, são diversos os motivos que contribuem para que um colaborador desenvolva o estresse. Acompanhe alguns dos mais comuns!

Metas inatingíveis

Se um funcionário é pressionado com metas impossíveis de serem alcançadas, ele certamente se sentirá estressado. Além disso, essas situações envolvem também a insegurança do colaborador em ser desligado da empresa, visto que ele não consegue atingir os objetivos propostos.

Excesso de horas extras

O trabalho excessivo pode ser considerado uma fonte de estresse. Isso porque o descanso é fundamental para a recuperação física e psicológica do funcionário e consequente manutenção da sua saúde.

Desentendimentos entre colaboradores

Após um desentendimento, que pode ocorrer por assuntos de trabalho ou não, vários funcionários não conseguem lidar com a situação de forma cordial. Assim, o ambiente torna-se pesado e de difícil convivência, o que estressa tanto os envolvidos como toda a equipe.

Falta de acompanhamento profissional

A empresa deve se preocupar com seus funcionários e disponibilizar apoio para ajudar a solucionar os problemas que provocam estresse. A falta desse acompanhamento pode resultar em consequências significativas para o funcionário e para a companhia.

Quais são as doenças desencadeadas pelo estresse?

Síndrome de burnout

Em linhas gerais, a síndrome de burnout acontece quando uma pessoa não consegue mais exercer suas funções ou simplesmente encarar sua rotina. Isso acontece devido a um esgotamento generalizado, tanto físico quanto mental.

Síndrome do pânico

Já a síndrome do pânico caracteriza-se por ser uma consequência do estresse que provoca crises de pavor e desespero nos atingidos. Durante sua ocorrência, eles acreditam que vão morrer sem nenhum motivo aparente. Isso acaba por impedi-los, inclusive, de sair de casa.

Queda de imunidade

A queda de imunidade acontece quando o sistema imunológico de uma pessoa fica mais frágil devido aos altos níveis de cortisol liberados pelo estresse. Assim sendo, o organismo fica mais exposto a doenças infecciosas, como gripes, resfriados, infecções de garganta, entre outras.

Como reduzir o estresse no ambiente de trabalho?

Os malefícios provocados pelo estresse na vida de um funcionário são gigantescos. Por esse motivo, é dever da empresa implementar medidas para eliminar o estresse no ambiente organizacional. Essa atitude contribui para prevenir as doenças citadas e melhorar o desempenho do colaborador, evitando que ele se ausente com frequência.

Para tanto, é crucial que os funcionários tenham liberdade para comunicar e apontar aos superiores quais são os problemas que mais provocam estresse no trabalho. Nesse sentido, a empresa pode, por exemplo, investir na realização de uma SIPAT, que é uma Semana Interna de Prevenção de Acidentes do Trabalho.

Essa é uma forma de discutir e estimular o colaborador a prevenir o estresse, incentivando-o também a dar sua opinião sobre o que mais provoca essas situações. Com essas informações preciosas, a empresa pode implementar planos de ação para solucionar o problema.

Ademais, a organização deve investir na ajuda de profissionais da saúde do trabalho, os quais são habilitados para detectar situações de risco de doenças desenvolvidas pelo estresse e dar dicas para tornar o ambiente de trabalho um lugar de maior satisfação, motivação e qualidade de vida para o funcionário.

Portanto, para evitar as doenças causadas pelo estresse e manter a saúde do seu colaborador em dia, torna-se indispensável criar estratégias para combatê-lo. Dessa forma, a empresa contribui tanto para o profissional, que terá uma vida saudável dentro e fora da organização, quanto para o próprio negócio, que tem tudo para crescer e se destacar no mercado com a ajuda integral de seus colaboradores.

Gostou do nosso conteúdo? Então, deixe um comentário no post com a sua opinião!