Você sabe qual é o papel do SESMT nas empresas?


Todos os trabalhadores têm direito a um ambiente profissional saudável, cabendo às empresas zelar para que isso aconteça da melhor forma. Neste sentido, o papel do SESMT é garantir a prevenção e o tratamento de doenças ocupacionais e evitar acidentes, visando a segurança e a saúde dos colaboradores.

O Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho (SESMT) constitui tanto como uma obrigação legal quanto um sinal de preocupação com o bem-estar dos profissionais. Continue a leitura do texto e veja como funciona o SESMT e como é formada a equipe. Confira!

Qual a função do SESMT dentro das empresas?

O papel do SESMT é o de realizar ações que promovam a redução ou a eliminação de riscos no ambiente de trabalho, informando e esclarecendo dúvidas dos trabalhadores. A equipe procura desenvolver formas de prevenir acidentes e proteger a saúde de todos, dentro dos parâmetros legais.

Ao longo da história, diversas leis internacionais e nacionais procuraram atingir esse objetivo. A última delas, e que está em vigor, é a NR 4 – Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho, instituída pelo Ministério do Trabalho (MT).

Segundo a norma, todas as empresas públicas e privadas, e também os órgãos públicos que tenham funcionários em regime de CLT, precisam ter um SESMT.

Quais profissionais fazem parte desse serviço?

O MT determina a formação de uma equipe multidisciplinar, composta por profissionais de engenharia, medicina e enfermagem. Assim, de acordo com a lei, todo SESMT deve ter uma equipe composta por ao menos um:

  • médico do trabalho;
  • enfermeiro do trabalho;
  • auxiliar de enfermagem do trabalho;
  • engenheiro de segurança do trabalho;
  • técnico em segurança do trabalho.

Como escolher os profissionais para a equipe?

As empresas que possuem um SESMT devem dispor de profissionais qualificados, especializados na área de medicina ou segurança do trabalho. O serviço pode ser realizado tanto em tempo integral e alocado ou por meio de uma equipe terceirizada. Desta forma, cada profissional deve ser:

  • médico do trabalho: diploma em medicina, curso de pós-graduação em medicina do trabalho ou residência médica relacionada;
  • engenheiro de segurança do trabalho: deve ter graduação em qualquer engenharia ou arquitetura e pós-graduação ou especialização em engenharia de segurança do trabalho;
  • enfermeiro do trabalho: precisa ter formação em enfermagem e um curso de pós-graduação ou especialização na área;
  • técnico em segurança do trabalho: profissional com curso técnico na área e registro profissional no MT;
  • auxiliar de enfermagem do trabalho: é um técnico em enfermagem com certificação em enfermagem do trabalho.

Diversos outros profissionais também podem integrar a equipe, agregando mais valor ao serviço, de acordo com a necessidade de cada empresa. Deste modo, podem ser incluídos fisioterapeutas, psicólogos, terapeutas ocupacionais, entre outros.

Enfim, a SESMT é fundamental para o bom funcionamento de uma empresa, independentemente da área de atuação. É uma maneira de proporcionar boas condições de trabalho aos colaboradores e fazer com que eles se sintam mais valorizados.

Gostou do post? Conseguiu entender como funciona o papel SESMT na segurança do trabalho das organizações? Então, agora saiba o que é o SIPAT e a importância para a sua empresa.