3 indicadores de desempenho precisos para o RH da sua empresa


Os indicadores de desempenho são métricas utilizadas para acompanhar os resultados de uma empresa ou equipe de trabalho. No RH, muitas decisões estratégicas — como promover ou demitir alguém — podem ser tomadas a partir do seu acompanhamento.

No entanto, vale lembrar que é preciso ter indicadores precisos e confiáveis, caso contrário, a empresa corre o risco de investir seu tempo em coisas erradas. Hoje, com um ambiente cada vez mais competitivo, é indispensável tomar decisões de forma ágil e assertiva.

Pensando nisso, elaboramos este post sobre o assunto. Continue lendo e entenda alguns dos indicadores de desempenho mais utilizados no RH. Boa leitura!

1. Satisfação e fidelidade dos funcionários

Acompanhar a satisfação e a fidelidade dos funcionários é uma importante missão para o RH, afinal, funcionários felizes são mais rentáveis e produtivos. Por outro lado, essa também é uma tarefa complexa, já que a satisfação é um aspecto intangível.

Nesse contexto, uma ferramenta importante é o NPS (Net Promoter Score). Com o NPS, é possível classificar os funcionários como promotores, neutros ou detratores da companhia. Para usá-lo, peça que sua equipe (de forma anônima) responda às seguintes perguntas:

  • De 0 a 10, qual seria a probabilidade de você indicar nossa empresa como um bom lugar para trabalhar?
  • Diga-nos, qual o motivo da nota atribuída?
  • De 0 a 10, qual seria a probabilidade de você indicar seu superior imediato como um bom líder?
  • Diga-nos, qual o motivo da nota atribuída?

Como você pode perceber, essa é uma pesquisa quantitativa e qualitativa. Os dados qualitativos são explícitos — colete-os e transforme-os em aprendizado dentro da empresa. Os dados quantitativos devem ser classificados de acordo com a seguinte tabela:

  • Notas de 0 a 6: funcionários detratores, que não vestem a camisa da empresa;
  • Notas de 7 a 8: funcionários neutros, imparciais;
  • Notas de 9 a 10: funcionários promotores, que podem ajudar a empresa a construir uma boa imagem.

Perceba como a pesquisa é simples e extremamente útil. Caso tenha um número elevado de funcionários detratores e neutros, invista em soluções que otimizem a felicidade no ambiente de trabalho.

2. Taxa de rotatividade de funcionários

Um dos principais pontos fracos de uma empresa é a alta rotatividade de funcionários. Quando isso acontece, a companhia perde dinheiro, tempo em novas seleções, sobrecarrega os atuais funcionários e ainda prejudica sua marca como empregadora.

Para medir a rotatividade, é utilizada a taxa de turnover, um dos indicadores mais populares em todo o mundo. Para utilizá-lo, você vai precisar apenas do número de funcionários desligados no último ano e do número médio de funcionários no mesmo período. Veja:

Turnover = número de funcionários desligados (12 meses) / número médio de funcionários (12 meses) x 100

O ideal é que o resultado fique em torno de 5%, mas isso varia de acordo com cada segmento. Caso a rotatividade de sua empresa esteja elevada, invista em programas de bem-estar, implemente novos benefícios e promova ações de endomarketing.

3. Retorno sobre investimento

Dentro de uma empresa, todo investimento deve gerar um retorno proporcional. Na gestão de pessoas, não é diferente. Mas como calcular o retorno financeiro proveniente do treinamento dos funcionários? Ou do investimento em saúde e bem-estar?

Nesse caso, o ROI (Return On Investiment) é o indicador de desempenho mais utilizado. Ele pode ser aplicado para quantificar o retorno obtido com qualquer investimento, seja em táticas de fidelização de funcionários ou implementação de softwares de gestão. Veja:

ROI = (retorno obtido – investimento realizado) / investimento realizado

Imagine, por exemplo, que você investiu R$ 3.000,00 em um novo programa de ginástica laboral para os colaboradores. Depois disso, suas receitas aumentaram em R$15.000,00. Ao aplicar a fórmula acima descrita, você teria um retorno de 4 vezes o valor investido (400%).

Aplicando esses indicadores de desempenho, torna-se possível ter um RH muito mais estratégico e focado em resultados reais. Isso é bom para a empresa em geral, que se torna mais produtiva e competitiva no mercado.

Agora que você já está por dentro do conteúdo e conhece os principais indicadores de desempenho, aproveite para multiplicar esse conhecimento. Compartilhe nosso conteúdo em suas redes sociais!