Estratégia 05: GINÁSTICA LABORAL – Doze estratégias para redução do adoecimento osteomuscular relacionado o trabalho


Por Leonardo Rodrigues| Fisioteraupa do trabalho e ergonomista

Dando continuidade à série de 12 estratégias para redução do adoecimento osteomuscular relacionado o trabalho com alta produtividade falaremos hoje sobre a Ginástica Laboral na empresa.

Uma característica comum nas empresas do segmento industrial é o uso excessivo do corpo humano para o desempenho das tarefas gerando uma sobrecarga funcional que desencadeia o adoecimento. Por outro lado em escritórios informatizados existe uma elevada taxa de contração muscular estática (é quando um músculo está contraído e não relaxa fazendo com que não receba oxigênio e isto leva a lesões e muita dor) o que também leva a uma sobrecarga funcional e ao adoecimento. Visando combater estes fatores uma estratégia é a Ginástica Laboral que é indicada para amenizar o desgaste postural e prevenir lesões osteomusculares relativas ao trabalho podendo-se utilizar em eventos ou semanalmente como rotina preventiva.


Existem três formas básicas de ginástica no trabalho: preparação, compensação e relaxamento. A de preparação é a ginástica realizada ante do inicio do expediente de trabalho e visa aquecer e preparar a musculatura e tendões para o inicio das atividades.  A ginástica compensatória é a mais comum sendo realizada durante a jornada de trabalho e visa fornecer uma pausa das atividades com distensionamento dos músculos e tendões compensando a sobrecarga causada pelo trabalho. Já a ginástica de relaxamento em geral é realizada mais para o final do expediente e serve para distensionar os músculos e tendões para que o colaborador possa ir para casa sem o excesso de tensões provocadas pelo dia de trabalho.

A ginástica não precisa ser apenas alongamentos, podendo ser variada com diversas modalidades como yoga, pilates, manipulação osteopática, quick massage entre outras. O importante é a avaliação prévia das atividades de trabalho para verificar quais as partes do corpo precisarão do trabalho em específico e o uso de profissional capacitado para a realização conforme a variação da ginástica que está sendo realizada. Os profissionais que realizam ginástica laboral são o fisioterapeuta do trabalho e o educador físico.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

YOU MIGHT ALSO LIKE

Está na hora da sua empresa se preocupar com a ergonomia.
October 23, 2017
Conheça os tipos de ginástica laboral
January 31, 2017
Veja 5 dicas para manter um ambiente saudável na empresa
December 13, 2016
Como a ginástica laboral pode reduzir custos da empresa?
December 01, 2016
Processos de Certificação. NOVE BONS MOTIVOS para realizar Análise Ergonômica do Trabalho
May 25, 2015
Saúde, Conforto e Segurança dos colaboradores – NOVE BONS MOTIVOS para realizar Análise Ergonômica do Trabalho
April 06, 2015
Fazer exercícios em jejum queima músculos e preserva gorduras
March 05, 2015
Relação Custo-Benefício – NOVE BONS MOTIVOS para realizar Análise Ergonômica do Trabalho
January 14, 2015
Postura e descanso são importantes para evitar lesões por esforço repetitivo
November 25, 2014